Seguidores

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Artigo desta semana, publicado no Jornal Líder do Vale.


JUSTO RECONHECIMENTO AO SARGENTO FERRARI
Na noite de 08 de novembro de 2011 estive no Restaurante Quiosque do João, em Sapucaia do Sul, ocasião em que o Sargento Geverson Ferrari, da Brigada Militar de Sapucaia do Sul, recebeu o Prêmio Lions Segurança 2011, em nível distrital, outorgado pelo LIONS CLUBE SAPUCAIA DO SUL - FIGUEIRA. Esta distinção deveu-se ao excelente trabalho voluntário desenvolvido pelo Sargento Ferrari no município de Sapucaia do Sul, a par de palestras em escolas e empresas; obreiro em parcerias com instituições sociais, a exemplo da Parceiros Voluntários no projeto “Tribos nas Trilhas da Cidadania”; incentivador e impulsionador do PROERD (Programa Educacional de Prevenção ao Uso de Drogas e da Violência); idealizador do Projeto Quartel Tri-legal, ocasião em que uma vez na semana o 33 Batalhão recebe crianças em seus quartéis e mostra o trabalho da polícia militar e desmistifica conceitos, entre tantas outras práticas realizadas pelo Sargento Ferrari, que, em muito, eleva o nome da Brigada Militar.
Parabéns Sargento Ferrari pelo prêmio que lhe foi justamente ofertado. Os brigadianos ficam orgulhosos de tê-lo como colega e sentem-se honrados por que é um brigadiano que recebeu distinção tão valiosa, pelo significado que representa o prêmio e pelo elevado conceito e respeito que possui a instituição que o concedeu, O Lions Clube Sapucaia do Sul – Figueira.

CONCEITOS INVERTIDOS
O Professor Elvio Alberto Walter postou no Facebook que estava perplexo com os protestos na USP porque dois alunos foram pegos pela polícia fumando maconha no Campus. Para o professor a escola, colégio, universidade é lugar de estudo.
Como se diz na linguagem do internauta do facebook: “Curti”. E vou adiante, pois penso que estes universitários que protestaram por uma ação legal da polícia estão com seus valores invertidos ou equivocados. O que esperar destes futuros profissionais, que pensam que podem fazer o que querem sem ter que dar satisfação a ninguém?
Estes estudantes, ao invés de protestarem contra ação legitima da polícia em desfavor de colegas, por fumarem maconha no campus, deveriam estar utilizando sua energias para protestarem contra a corrupção, que grassa este País, e joga bilhões de reais pelo ralo ou nos bolsos dos corruptos; ou então protestarem pela frouxidão legislativa que possibilita que delinqüentes circulem tranquilamente pelas ruas, livres leves e soltos.
Perderam-se os valores, perdeu-se o foco. Uma lástima, que como falou o professor Élvio, nos deixa perplexo.

Major Ronie Coimbra
Cmt da Brigada Militar de Sapucaia do Sul.

Assista o Vídeo Institucional da Brigada Militar

Acompanhe nas mídias sociais

BM de Sapucaia do Sul auxilia Exército na instrução de preparação para a missão da paz da ONU