Seguidores

quinta-feira, 28 de abril de 2011

Chega de Impunidade - Coluna do Jornal Líder do Vale desta semana.

Policiais Militares de Sapucaia do Sul, no início do feriadão de páscoa, prenderam dois indivíduos com um carro roubado. Um tinha antecedentes por furto de veículo por duas vezes e por dirigir sem CNH; e o outro possuía antecedentes por fraude e arrombamento em residência. Eles já estão nas ruas, livres, leves e soltos para que respondam em liberdade o processo de receptação na qual figuram como acusados, o que denota a frouxidão com delinqüentes contumazes e descaso com os cidadãos de bem, cujo patrimônio é dilapidado por estes larápios, muitas vezes com graves ameaças e violência. Você cidadão de bem acha correto?
Bandidos em São Paulo foram flagrados furtando caixas eletrônicos em um clube e portavam um arsenal de armas, como metralhadoras e pistolas. Tirotearam com a polícia e dois bandidos restaram mortos. Identificados se verificou que eles possuíam antecedentes, um deles por furto, roubo e assassinato. Este bandido não deveria estar preso cumprindo as penas correspondentes aos crimes graves que cometeu?  
A imprensa noticiou que no Senado aqueles que antes eram investigados pelo Conselho de Ética agora o integram, o que, a meu ver, mostra que a ética e o decoro não são tão valorizados na Câmara Alta da Nação brasileira. Poderíamos chamar, agora, a dita comissão de sem ética? Ou é correto Senadores com processos pendentes no STF comporem o Conselho de Ética e Decoro Parlamentar do Senado?
Paulo Santana escreveu na sua coluna, em Zero Hora, que é um absurdo se multar um cidadão que se nega a se submeter ao teste do bafômetro e alegou a bandeira de que a Constituição Federal ampara que as pessoas não são obrigadas a produzir prova contra si. Esqueceu o erudito colunista que a própria Constituição Federal nos ensina que direitos individuais são precedidos pelos interesses coletivos, neste caso bem especifico preservar a vida das pessoas, o que eu considero, embora outros pensem o contrário, é muito mais importante que o direito individual de não querer assoprar o bafômetro. Ou queremos que ao término de todos os feriadões contemos dezenas de mortos porque as pessoas exigem seus direitos e negam seus deveres no trânsito?
As indagações ao término de cada parágrafo são propositais caros leitores. Respondam-nas como lhes convierem. Em uma oportunidade escrevi neste espaço que se pensam que está tudo certo, então fiquemos como está. Agora, se pensam que muitas coisas estão erradas saiam do conformismo, pois afinal de contas somos todos nós as vítimas do descaso e da frouxidão que nos coloca em risco, dando liberdade a bandidos recorrentes no crime – inclusive alguns tratados por V. Exª. - ou então levantando direitos individuais com visível prejuízo a coletividade.
É...pensemos a respeito...
 
 
Ronie de Oliveira Coimbra
Major – Cmt do 33º BPM de Sapucaia do Sul

Assista o Vídeo Institucional da Brigada Militar

Acompanhe nas mídias sociais

BM de Sapucaia do Sul auxilia Exército na instrução de preparação para a missão da paz da ONU