Seguidores

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

COLUNA DO JORNAL LIDER DO VALE EM PRIMEIRA MÃO

COMUNIDADE ALERTA

O QUE NÓS (SOCIEDADE) QUEREMOS?
No dia 01 de fevereiro de 2011, 54 Senadores – de um total de 81 que compõem o Senado e 513 Deputados Federais tomaram posse. Deveríamos comemorar muito, em razão de que a democracia se cristalizou e a vontade do povo prevaleceu e seus eleitos tomaram posse nas câmaras alta e baixa. Sim, não fosse o fato, a deslustrar a comemoração, de que dos 513 Deputados Federais temos,  ao  menos,  59 que tomaram posse na condição de réus em ações penais, ou seja, respondem a processos nos quais são acusados de crimes; mais 13 foram denunciados pelo Ministério Público, mas ainda precisam da confirmação do Judiciário para serem processados e; outros 32 deputados são investigados em inquéritos ainda não conclusos; isto tudo de acordo com levantamento realizado pelo G1 em 61 tribunais, entre eles o Superior Tribunal de Justiça (STJ) e o Supremo Tribunal Federal (STF).
Todas as Excelências, a partir de sua posse, terão fórum privilegiado, ou seja, seus processos serão encaminhados para o Supremo Tribunal Federal, onde sabidamente se arrastam e, não raras vezes, prescrevem – esgotamento do prazo para que uma pessoa possa ser condenada por um crime -, beneficiando o réu e estabelecendo, a meu juízo, a impunidade.
Claro que não podemos afrontar nossa Constituição e condenar antecipadamente suas Excelências, pois, do processo pode resultar a absolvição ou condenação, embora possamos prever o desfecho, considerando o que historicamente acontece no Brasil.
Não obstante o que quero expor é que esta amostragem é preocupante. Tantos legisladores, representantes dos cidadãos, envolvidos em processos, denúncias e inquéritos. Afinal de contas queremos ou não queremos que nossos impostos sejam utilizados com parcimônia, austeridade e honestidade? Para que isto seja levado a cabo creio que precisamos avaliar com muito mais profundidade o histórico e perfil dos que se candidatam ao Congresso, seja na Câmara Federal, seja no Senado, para que não acabemos deixando a raposa cuidar do galinheiro, pois se assim ocorrer sabemos muito bem o que acontecerá com as galinhas.
Portanto você, que exerce sua cidadania e vota, reflita bem em quem vai votar, pois se votares naqueles cujo interesse é tão somente achacar nosso dinheiro, tomado por incontáveis impostos e taxas, (IPTU, ICMS, IPVA, IR, IPI, ITR, ISSQN, ...vou parar por aqui pois não tem mais espaço – precisaria descrever 74 tipos de impostos e taxas, fora os pedágios) não poderás reclamar do desfile interminável de escândalos como mensalões, atos secretos, cartões corporativos, pensões para ex-governadores e até para tetranetas do Alferes José Joaquim da Silva Xavier  (Tira-dentes) que,  ironicamente, participou da insurreição contra tributos excessivo tomados pela Coroa, conhecida como Inconfidência Mineira.
Outra vez fecho com a mesma palavra: PENSEMOS.

Ronie de Oliveira Coimbra
Major – Cmt do 33º BPM de Sapucaia do Sul
Twitter: @roniecoimbra
Facebook: roniecoimbra

             

Assista o Vídeo Institucional da Brigada Militar

Acompanhe nas mídias sociais

BM de Sapucaia do Sul auxilia Exército na instrução de preparação para a missão da paz da ONU