Seguidores

quarta-feira, 16 de março de 2011

COLUNA DO JORNAL LÍDER DO VALE DESTA SEMANA EM PRIMEIRA MÃO


BANDIDO É BANDIDO
Novo escândalo irrompeu nas páginas dos jornais, nos áudios dos rádios, nas imagens das televisões, nas mídias sociais e na boca do povo. Trata-se do escândalo batizado de máfia do pardal ( controlador eletrônico de velocidade) integrada por empresários – gente dita de bem -  administradores políticos e públicos, a exemplo de prefeitos ou seus assessores e, claro, não poderiam ficar de fora, agentes do Estado, alguns ocupando cargos de “confiança”. Vamos rir. Isto mesmo. Cargos de confiança, de assessoria e coordenação, nos quais se ganha quinhões diferenciados do restante da plebe de funcionários públicos do Estado.
Formaram uma quadrilha que surrupiava dinheiro público e se beneficiavam com ele. Dói ver que estes bandidos, alguns deles travestidos de funcionários públicos,  tinham livre acesso pelos caminhos de órgãos públicos e nestes tinham a petulância de realizarem suas falcatruas.
Não tenho a menor dúvida que se estancada esta sangria vergonhosa do erário há que se terem melhores serviços de saúde, educação e segurança para a sociedade.
É lamentável dizer isto, mas ao menos, como policial, na maioria das vezes, sei com qual bandido estou lidando. Neste caso da máfia o bandido, safado e ordinário está ao nosso lado, travestido de colega, de funcionário público. É o pior dos bandidos. Não o considero de maneira alguma servidor público. É um larápio ocupando um cargo no qual deveria prestar serviços a sociedade, zelar pela bem e pelo dinheiro público, mas, ao contrário, aproveita-se da confiança nele depositado para cometer crimes e desmandos.
E mais lamentável ainda que tenhamos dezenas de organismos que deveriam fiscalizar a transparência e lisura destas negociatas, entretanto se mantém inertes, até que um repórter investigativo mostre a sujeira e, doravante todos são operosos e preocupados e começam, então, a fazerem o que já deveriam estar fazendo há muito tempo.
Abram os olhos cidadãos, eis que a ferrugem está a corroer as instituições que deveriam lhe dar guarida, lhes prestando serviços de qualidade e eficientes. Mas isto somente ocorre por causa de suas inércias, contemplativos a todos os desmandos que ocorrem neste País. O povo tem que virar onça, pois os bandidos estão a nos cutucar com a vara curta, por que estamos dóceis e domesticados perante a bandalheira e sem-vergonhice que ocorre do Oiapoque até aqui, o Chuí.
REAJA SOCIEDADE!!!!

Ronie de Oliveira Coimbra
Major – Cmt do 33º BPM de Sapucaia do Sul

Assista o Vídeo Institucional da Brigada Militar

Acompanhe nas mídias sociais

BM de Sapucaia do Sul auxilia Exército na instrução de preparação para a missão da paz da ONU