Seguidores

segunda-feira, 19 de março de 2012

SABEDORIA GREGA - Opinião, por Ronie de Oliveira Coimbra.

          Sempre ouvi dizer que se aprende muitas coisas quando se viaja. Esta é uma verdade que constatei viajando, e quero compartilhar e colocar a apreciação dos leitores alguns ensinamentos que aprendi com os gregos, especificamente na Cidade de Atenas, na Grécia, a qual visito, aproveitando oportunidade magnifica que a vida me proporciona.            O primeiro ensinamento é que a Democracia - que todos dizem é a forma de regime de governo brasileiro - foi criada por Clístenes, legislador grego, durante momento histórico em que houve um vácuo de detentores de poder em Atenas, para que as pessoas pudessem prosperar por suas qualidades e não por suas amizades.            Outro ensinamento que os gregos culturalmente apregoam é que o homem pode ser aperfeiçoado sim, pelo ensino, o que no Brasil chamamos de educação. Outras culturas acreditam que o homem pode se aperfeiçoar pela fé, e outras não acreditam que a pessoa possa se aperfeiçoar, ou seja, morrerá da mesma forma que nasceu. Somo-me aos que crêem que o homem pode se aperfeiçoar, ou pela fé ou pelo saber.            O terceiro ensinamento é, segundo Sócrates, grande filósofo grego,  que o homem virtuoso e sábio é aquele que faz com excelência o seu trabalho.           Reportando-me a minha instituição, a Brigada Militar -   por ser ela uma instituição pública e sob o manto da democracia - e no que concerne ao primeiro ensinamento, posso inferir que a ascensão na carreira deveria decorrer da qualificação e preparo profissional do policial militar, e não das amizades ou contatos que tenha ou possa ter, principalmente se este policial labutar na operacionalidade, prestando serviços de segurança pública diretamente ao cidadão, pois, se assim não o for, deixa de ser uma democracia e passa-se a viver sob sabe se lá qual regime de governo.          Quanto ao saber, ainda no que refere a BM, parece-me que aquele que buscou aperfeiçoamento, estudou sua profissão ou se enveredou por ciências que o auxiliaram a desempenhá-la melhor, também deve ter sobre si um olhar que o alce as melhores posições de crescimento profissional, ou então, se for diferente disto, terá que contar com a fé, muita fé, para ser reconhecido.             Por fim, se aquele que desempenha bem seu trabalho é virtuoso, sendo-o assim na BM, fecha o ciclo, e se enquadra no primeiro ensinamento, estando apto a ser reconhecido e ascender profissionalmente por suas qualidades e não amizades ou relações.             Assim , penso, deveria acontecer,  e todos, conscientes de sua cidadania, sob a égide da democracia, deveriam se empenhar para que dessa forma funcionasse, não somente na BM, mas em todos os órgãos públicos. Ou estariam os gregos, cujo País foi o berço da filosofia e da política, enganados?                                    Ronie de Oliveira Coimbra                      Major QOEM - Cmt da BM de Sapucaia do Sul

Assista o Vídeo Institucional da Brigada Militar

Acompanhe nas mídias sociais

BM de Sapucaia do Sul auxilia Exército na instrução de preparação para a missão da paz da ONU