Seguidores

quinta-feira, 28 de julho de 2011

COLUNA JORNAL LÍDER DO VALE EM PRIMEIRA MÃO

FÉRIAS, ACREDITO, MERECIDAS

Peço desculpas se não me faço tão presente nas mídias sociais como é meu costume, mas estou em férias, viajando: Dia 20 de julho cheguei a New York, e, claro, não poderia deixar de visitar a Estátua da Liberdade, que fiz em passeio maravilhoso de barco; a Time Square, com suas luzes e mídias sensacionais, a 5ª Avenida, com todo o seu requinte; o Empire State Building e a exuberante visão que do seu alto se pode ter; o Central Park, pulmão da cidade, aonde pude deitar na grama e curtir uma sombra para fugir do calor de quase 40º graus; o Hard Rock Café, o Planet Hollywood, a Loja da Apple e tantos outros lugares de encher os olhos.
Já em 23 de julho me dirigi a Orlando, na Florida, e o calor diário de 40º é algo único, que somente é amenizado com a diversão que pude ter nos Parques Temáticos da Disney: Magic Kingdon, Disney’s Hollywood Studios, Animal Kingdon e EPCOT, mais o Sea Word, fora da Disney, e outros que ainda irei visitar.
Para encerrar, a partir de 30 de julho, dois dias em Miami e depois volto para casa, porque afinal, mesmo de férias, ninguém é de ferro.

ALGO ESTÁ MUITO ERRADO

Nestes dias que estou em férias fiz algumas compras (impossível não fazê-las) e constatei que os preços praticados por aqui me fazem ficar muito frustrado, pois cheguei à conclusão que no Brasil o meu dinheiro compra bem menos. Produtos, da mesma marca, no Brasil, custam entre 60% a 100% mais caro.
Pensei a respeito e conclui que os preços no Brasil estão no patamar que estão por três motivos: Custos, impostos e especulação. E enxergo os impostos como o principal motivo para que o Brasil seja um dos Países com mercadorias mais caras no mundo.
Mais frustrante ainda saber que nossos impostos são muito mal gastos pelo Governo ou escapam pelos ralos da corrupção, daí que temos que atuar para que estas duas mazelas sejam extirpadas do Brasil, pois afinal de contas todos serão beneficiados com melhores serviços, produtos menos caros e impostos mais baixos. Viram quantos benefícios se pode conquistar se reclamarmos do que por ora está acontecendo?

CONCURSO PÚBLICO – ÚNICA PORTA DE ENTRADA

Por fim, aproveitando a linha de pensamento, expresso aqui que toda pessoa para receber salários públicos deve prestar concurso público. Vejo que o governo gaúcho quer implantar o mérito na ascensão profissional de professores, a exemplo do que já acontece em Canoas. Concordo. Mérito para professores em sua carreira e mérito para funcionários públicos. Quem não tiver mérito e não passar em um concurso público não poderia receber salários do governo.
www.roniecoimbra.blogspot.com

e-mail: Coimbra@brigadamilitar.rs.gov.br

Twitter: @roniecoimbra

Facebook: roniecoimbra

Assista o Vídeo Institucional da Brigada Militar

Acompanhe nas mídias sociais

BM de Sapucaia do Sul auxilia Exército na instrução de preparação para a missão da paz da ONU