Seguidores

quarta-feira, 5 de junho de 2013

Após 20 horas, termina cárcere privado em Sapucaia do Sul - Homem cometeu suicídio e tentou asfixiar ex-companheira no final do cerco policial

Após 20 horas, termina cárcere privado em Sapucaia do Sul
Homem cometeu suicídio e tentou asfixiar ex-companheira no final do cerco policial

http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/policia/noticia/2013/06/apos-20-horas-termina-carcere-privado-em-sapucaia-do-sul-4160277.html

Por volta das 7h desta quarta-feira, o homem que mantinha a ex-companheira por mais de 20 horas sob cárcere privado foi encontrado morto na casa por policiais em Sapucaia do Sul. O Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) da Brigada Militar (BM) invadiu a casa na Rua São Caetano, bairro Vila Vargas, utilizando bombas de efeito moral.

Cinco minutos antes da ação, policiais militares movimentaram viaturas e cercaram a área da residência. Uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi posta em frente à moradia. Jerry Eder Aguiar, 41 anos, se enforcou dentro da casa e Rosemeri da Silva Anori, 51 anos, ferida em estado gravíssimo.

— Mantivemos contato de 30 em 30 minutos durante toda a madrugada. Na última ligação, ele pediu que o defensor e a imprensa estivessem presentes, que iria se entregar. Depois, não atendeu mais e a casa ficou silenciosa. O negociador tentou se aproximar à residência e conversar, mas não obteve resposta. Daí determinamos a invasão tática — disse o subcomandante da BM, coronel Silanus Melo, após a ação.

Conforme Silanus, o sofá trancava a porta e Rosemeri estava desacordada sobre o móvel. Aguiar foi encontrado enforcado por uma corda, já morto. Ele teria tentado asfixiar a ex-companheira, de acordo com o coronel. Após atendimento na ambulância, Rosemeri foi transferida para o Hospital Getúlio Vargas.

— A técnica é de que, enquanto há negociação, não invadimos — frisou Silanus.

Por volta das 23h, a polícia colocou Aguiar em contato com o defensor do município Mário Rheingantz. Por telefone, Rheingantz deu orientações jurídicas para Jerry. O defensor prestou esclarecimentos e garantiu acompanhamento do caso.

— Ele queria saber as consequências deste ato — lembrou.

A rua segue isolada até a conclusão dos trabalhos da perícia.



Aguiar invadiu a casa de Rosemeri por volta das 10h30min de terça-feira. Ele a ameaçava com uma faca de cozinha. Meia hora depois, o homem jogou uma carta para a Brigada Militar, na qual dizia estar deprimido e decepcionado com a família.

Devido às brigas constantes, a mulher já tinha uma medida protetiva contra o ex-companheiro, que vinha fazendo várias ameaças. Nesta segunda-feira, ele havia tentado invadir a residência várias vezes, mas sem sucesso.


Assista o Vídeo Institucional da Brigada Militar

Acompanhe nas mídias sociais

BM de Sapucaia do Sul auxilia Exército na instrução de preparação para a missão da paz da ONU