Seguidores

segunda-feira, 1 de junho de 2015

O TEMPO DO AMOR, por Mavis Rios*

Dentre todas as dúvidas que homens e mulheres carregam, uma se faz recorrente em suas mentes: Haverá tempo certo para se amar? O amor é dádiva somente do calor da juventude?
Há os que pensam que a partir de determinada idade o deleite de amar torna-se inatingível. Há os que desacreditam, por medo, que o amor possa reconstruir um novo caminho e alcançar os corações mais incrédulos. Ainda que o amor perpasse pelas marcas que carregamos ao longo dos anos vividos, nada o deterá, ele se mostrará, desconsiderando a sua maturidade, os seus receios, suas convicções.
O inesperado é uma das marcas do AMOR, não há como mensurar o tempo ou prever o lugar, ele surge, ele nasce subitamente, por isso mais um motivo para acreditar que a tão consciente maturidade não está imune aos encantamentos do AMOR.
O melhor é pensar que amar é viver, que amar não faz par com a idade, que amar é abrir espaço para o existir, ainda que seja em um coração sinalizando cansaço pelo passar do tempo, mas, sobretudo, vigoroso por celebrar a vida.

Maio de 2015.

*Capitão na Polícia Militar do Ceará


Assista o Vídeo Institucional da Brigada Militar

Acompanhe nas mídias sociais

BM de Sapucaia do Sul auxilia Exército na instrução de preparação para a missão da paz da ONU