Seguidores

sábado, 5 de setembro de 2015

POLICIAIS MILITARES DA BRIGADA MILITAR ENTRAM EM CONFRONTO COM ASSALTANTES QUE PERPETRARAM ROUBO NO SUPERMERCADO NACIONAL, EM PORTO ALEGRE, E DOIS POLICIAIS RESTAM BALEADOS.


Eis o exemplo dos verdadeiros heróis que realmente defendem a sociedade, e, pelos quais, ela deveria se preocupar e prantear quando algum deles restar ferido ou tombar no cumprimento do dever.


SEGUE A MATÉRIA:

Na noite de sexta-feira (4/9), próximo das 23h, após receberem informações de um assalto no o Supermercado Nacional, na Avenida Aureliano de Figueiredo Pinto, em Porto Alegre, perpetrado por seis homens, policiais militares da Brigada Militar de Porto Alegre (9º Batalhão de Polícia Militar) se deslocaram para intervirem no evento, e se depararam com um veículo Honda Civic tripulado por quatro suspeitos, que aos avistarem os policiais já iniciaram a fuga e a disparar tiros contra os policiais.



Na Avenida Ipiranga com a Érico Veríssimo houve um confronto com os suspeitos, restando um policial militar alvejado na perna, na altura do joelho. MESMO FERIDO este policial adentrou na viatura com outros dois policiais e CONTINUARAM no encalço dos delinquentes.



Na Rua Santana com Av. Jerônimo de Ornelas, houve novo confronto com os delinquentes, que atiravam a esmo pela rua, enquanto fugiam. Neste confronto restou alvejado e ferido no punho e no ombro o motorista da viatura, não restando outra alternativa ao patrulheiro que ficou ileso senão assumir a condução da viatura e encaminhar seus colegas policiais ao hospital para que fossem socorridos.



Os policiais feridos não correm risco de morte. O alvejado no punho e ombro foi medicado e liberado na mesma noite, já o que sofreu ferimentos na perna ficou baixado e foi submetido a procedimento cirúrgico na manhã do dia 05/09.
Outros policiais, embarcados em uma outra viatura policial, se depararam com outros dois suspeitos que fugiam a pé pela Avenida Ipiranga, nas proximidades da Vila Planetário, que também atiraram contra os policiais, que desta feita não se feriram, e tão somente restou danos na viatura.




A Brigada Militar não levou a cabo a prisão de nenhum delinquente, mas, muito provavelmente um ou mais delinquentes tenha se ferido no confronto, portando se o cidadão suspeitar de alguma pessoa que possa ter participado desta ação, por estar ferida, acione a polícia, o que pode ser feito anonimamente.

Texto: Comunicação Social da Brigada Militar
Fotos: Divulgação Brigada Militar






Assista o Vídeo Institucional da Brigada Militar

Acompanhe nas mídias sociais

BM de Sapucaia do Sul auxilia Exército na instrução de preparação para a missão da paz da ONU