Seguidores

domingo, 3 de novembro de 2013

MOTORISTA É PRESO DUAS VEZES, EM MENOS DE QUATRO HORAS, POR DIRIGIR EMBRIAGADO. NÃO, ISTO NÃO É BRINCADEIRA, MAS MOSTRA QUE O BRASIL NÃO POSSUI UMA LEGISLAÇÃO SÉRIA.


Um exemplo de que a nossa legislação não é séria é o caso recente, acontecido em 30 de outubro de 2013, do condutor que foi preso duas vezes na mesma noite, em um intervalo de tempo de apenas quatro horas, por dirigir embriagado, na Região do Vale do Taquari, no Rio Grande do Sul e, apesar disto, restou livre. Bens de valor inestimável como a vida e a integridade física das pessoas, principalmente as que utilizam a via pública, são deixados de lado, em nome de direitos individuais daqueles que não estão nem ai para os direitos dos outros, pois deliberadamente deixam de respeitar a lei e adotam condutas que podem ser potencialmente lesivas as outras pessoas, mas quando flagradas nestas práticas clamam por seus direitos individuais, e, pior, nossa lei lhes dá esta prerrogativa de que seus direitos preponderem sobre os dos demais.
Claro que o direito penal não é, e não poderia ser, a solução definitiva e única para coibir a violência e a criminalidade, mas poderia, e deveria, ser uma ferramenta mais séria e eficaz, pois, a exemplo deste caso, as pessoas creem cabalmente que muito pouco lhes acontecerá em termos penais. O consolo é que administrativamente, pela Lei de Trânsito, o condutor terá que arcar com o prejuízo de mais de R$ 6.000,00 (seis mil reais) em multas.
O fato é tão emblemático, que se eu, em qualquer turma de alunos de nível fundamental (série iniciais), comentasse a respeito deste episódio, receberia como resposta uníssona dos alunos o seguinte:

 - Ah tio, isto é brincadeira!!!!

Assista o Vídeo Institucional da Brigada Militar

Acompanhe nas mídias sociais

BM de Sapucaia do Sul auxilia Exército na instrução de preparação para a missão da paz da ONU